CAPA

Além dessa nova tendência mundial do marketing, a importância dos Chatbots também será discutida entre os convidados

 

Marcel Ayres, da consultoria Hackel, especializada em Marketing Digital e Conversacional, juntamente com José Motta, da Hi-Platform, maior plataforma de atendimento do Brasil, marcaram presença nesta reta final de programação dos 40 anos da Associação Brasileira de Agências de Publicidade – Bahia (Abap-BA).

Ambos estiveram no mais recente evento da entidade, realizado no Restaurante Barbacoa, no último dia 08. Os convidados abordaram aspectos conceituais e tecnológicos a respeito do Marketing Conversacional, vertente do Marketing que está em crescimento no país, e dos Chatbots, recurso tecnológico cada vez mais popular nas empresas nacionais.

De acordo com o presidente da Abap-BA, Americo Neto, a modalidade Conversacional é a chave para uma melhor interação com os clientes: “O que faz o método revolucionário para a publicidade é que a experiência do cliente tem-se tornado muito mais profunda e personalizada. A automação tem ficado aquém das expetativas dos clientes, devido a falta do toque humano que muitos deles ainda procuram. É esta riqueza e imediatismo que faz do Marketing Conversacional o caminho ideal para a interação com os clientes da nova geração”, explica.

 

Marketing Conversacional

Esta crescente modalidade do marketing prioriza a experiência de compra mais humana e personalizada a partir da captação do máximo de informações possíveis a respeito do cliente, pois a personalização do contato virá a partir delas.

Mesmo que a interação entre o cliente e a empresa seja através de robôs, é crucial utilizar a personalização para tornar os contatos mais próximos, uma vez que as suas ferramentas estarão disponíveis 24 horas por sete dias na semana e que elas poderão fazer atendimentos simultâneos.

O que tem acontecido nos últimos anos, conforme explicou o consultor Marcel Ayres, a maior parte das empresas não tem compreendido a mudança da experiência de compra. “As marcas precisam reaprender a conversar com seu público. Os consumidores querem não apenas que elas vendam, mas que dê assistência, as oriente de alguma forma”, observou.

 

A Importância dos Chatbots

Os chatbots também são responsáveis por uma experiência mais humana no processo de compra e relacionamento do consumidor com a empresa. Eles chegam o mais perto possível de uma conversa real com uma pessoa. Para as empresas, eles se traduzem como um método de escala de atendimento e relacionamento, podendo manter um tom informal e amigável com o cliente. Em outras palavras, os chatbots são o futuro do relacionamento com o cliente.

Ao identificarem que o lead baixou um conteúdo de atração, sugerem na sequência outro que dará prosseguimento para a etapa de consideração. Ou seja, são responsáveis pelo início e pela continuidade linear da conversa, de forma não automática, e sim humana e personalizada.

São muitas as formas que eles podem ser utilizados para otimizar o negócio. Inclusive, eles podem ser programados para obter as informações sobre os leads que são necessários para personalizar diálogos, ofertas, etc.

O consultor da Hi Platform, José Motta, mostrou alguns cases para exemplificar a eficiência da tecnologia. “Os chatbots tem demostrado ser uma forma de melhorar o atendimento que as empresas prestam a seus consumidores, reduzindo custos, e conseguindo entender, com mais clareza, a demanda do cliente, e impactando positivamente na experiência de compra”.